Moisés responde a processo em Brasília por receptação 


 
José Moisés Silva dos Santos, 25 anos continua preso na 5ª Delegacia Distrital, em Bayeux. Mesmo tendo sido preso como veículo Corsa Sedan, de cor escura e placas KKR 9573-Santa Rita, usado no sequestro de Bianca Batista Gouveia e seu companheiro Suêlio Sousa Melo, ele nega envolvimento.
Moisés dos Santos foi flagrado com o carro numa localidade por trás do posto da Polícia Rodoviária Federal, em Bayeux. No veículo foi encontrado documentos de Bianca.
Para o delegado João Pereira de Melo Júnior, da 5ª Distrital, em Bayeux, disse que José Moisés dos Santos nega envolvimento com o crime e disse que pegou o carro emprestado por volta das 22h, horário contestado pelo proprietário do veículo, João Amaro da Silva, o Diogo, que garantiu ter entregue o carro no início da noite, pois o amigo pediu o Corsa para sair com uma mulher.
O delegado João Pereira Júnior descobriu que José Moisés responde a processo em Brasília por receptação. Ele revelou ter comprado um rodão roubado de carro. O dono do Corsa, João Amaro da Silva, o “Diogo” cumpriu pena no Presídio do Roger por tráfico de droga, onde conheceu Suêlio Sousa Melo, companheiro de Bianca.
“Vamos continuar com as investigações para saber os motivos do sequestro que culminou com a morte de Bianca”, esclareceu o delegado.
Bianca foi encontrada morta no final da noite de quarta-feira, 21, as margens da BR-101, na comunidade Mituaçu, em João Pessoa. O corpo estava com os braços amarrados para trás e apresentava perfurações a bala. A cabeça estava coberta pela camisa de Suêlio.

Redação/Cardoso Filho