Polícia investiga se crime no Conde, PB, teve participação de PMs

Jovem de 21 anos foi sequestrado e assssinado na quarta-feira (24).
Cinco policiais militares suspeitos foram ouvidos pelo delegado.


Jovem sequestrado é encontrado morto em mata do Conde, Paraíba (Foto: Walter Paparazzo/G1) 

As equipes da Delegacia de Homicídios de João Pessoa foram designadas para investigar o crime de sequestro e morte de um jovem na quarta-feira (25) no município de Conde, Litoral Sul de João Pessoa. O secretário de Segurança do estado, Cláudio Lima, informou a Imprensa, nesta quinta-feira (26), que a mudança nos rumos da investigação aconteceu após o órgão receber a denúncia de que policiais militares teriam participação no crime.
De acordo com o delegado Marcos Paulo Vilela, que está responsável pelo caso, na quarta-feira, cinco policiais militares da região foram ouvidos. “Se for necessário ouvir a Companhia de Polícia inteira nós vamos ouvir”, disse Vilela. De acordo com o delegado, os policias suspeitos passaram por um reconhecimento das testemunhas, mas, como as investigações ainda estão em andamento, o delegado disse que estava impossibilitado de adiantar mais informações.

“A gente está dando o sigilo necessário para não atrapalhar as investigações”, informou Marcos Paulo. Segundo ele, várias perícias e diligências já foram realizadas durante as investigações. Nesta quinta-feira (26) o delegado também disse que designou mais três equipes para realizar diligências no Conde.
Na manhã da quarta-feira (25), um jovem de 21 anos foi sequestrado no município de Conde. Os moradores da região contaram para polícia que dois homens encapuzados invadiram a casa do rapaz e o levaram em um carro. Horas depois o corpo da vítima foi encontrado com marcas de tiros em um área conhecia como Mata da Chica.

Entenda o Caso:

No início da manhã da hutima terça-feira, a polícia encontrou o corpo de um homem no município do Conde. A vítima, de 21 anos, teria sido sequestrada por volta das 4h30 por dois homens encapuzados que arrombaram sua casa e o levaram em um carro. A família prestou queixa imediatamente à polícia, que começou a fazer buscas pela cidade.
O corpo foi encontrado com cinco tiros e estava em um matagal, conhecido como Mata da Chica. Os familiares teriam dito que a vítima tinha envolvimento com drogas