Simulação de acidente aéreo no aeroporto Castro Pinto em Bayeux

Se você passou pelas imediações do Aeroporto Internacional Castro Pinto, em Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa, nesta terça-feira (22), certamente viu fogo, fumaça, ambulâncias, carros dos bombeiros, policiais, médicos, vítimas e socorristas. Não se trata de um acidente aéreo, mas de uma simulação realizada anualmente.
Nossa redação recebeu vários telefonemas questionando a operação e dando conta de um suposto acidente.
O acidente com vítimas, seguido de incêndio é simulado na cabeceira da pista de pouso e decolagem do aeroporto. O plano de emergência é acionado, os recém-formados socorristas são convocados e os órgãos integrantes do plano - Infraero, Força Aérea Brasileira, Anac, Defesa Civil do Estado e municípios, Polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e Civil, Corpo de Bombeiros, hospitais públicos e privados, companhias aéreas, cooperativas de táxis, entre outras instituições - são mobilizados para uma luta contra o relógio no esforço de salvar vidas.
O treinamento, realizado anualmente, atende às recomendações da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) e serve para aferir se o planejamento existente para situações de emergência precisa de ajustes ou melhorias.
O objetivo é ter pessoas preparadas para agir de forma organizada numa eventual emergência aeronáutica ocorrida dentro ou nas proximidades do aeroporto. Todos recebem informações sobre temas como primeiros socorros e combate a princípio de incêndio. O curso teve duração de oito dias, com início no dia 17. O simulado da sexta é a oportunidade os concluintes colocarem em prática os conteúdos aprendidos nas aulas teóricas e práticas.

Veja as Fotos:








J1/Bayeux em Foco