Segundo á Policia a tragédia ocorreu por rixas entres gangues 

José Moreira Cabral Neto, de 17 anos, conhecido por Netinho foi a vítma Fatal

Um verdadeiro inferno viveu cerca de quinhentas pessoas que estavam dentro e nos arredores da Danceteria Balada Central de Conde no Bairro do Carnaúba zona sul da cidade de Conde.
Segundo relatos dos Policiais e testemunhas, dois elementos armados com pistolas invadiram a Danceteria e começou á atirar aleatória mente nas pessoas que estavam dançando e se divertido no local. Houve correria desespero e muita gente feridas com os tiros e decorrente de quedas e pisoteamentos. A tragédia começou por volta das 01h20min da madrugada, um poço antes de fechar a casa de show.
Após os crimes os acusados tomaram rumo ignorado e até o momento ninguém foi preso. Muitos dos feridos foram socorridos para a policlínica Jarbas Maribondo no Conde, três ambulâncias do SAMU foram chamadas para atender os feridos que chagavam a todo instantes saindo de dentro da Danceteria, muitos deles carregados por outros jovens. 
ENTENDA O CASO:

Homicidio conde (Foto: Walter Paparazzo/G1 PB) 
Segurança do clube foi detido pelos suspeitos, Polícia acredita que o crime foi planejado

A vitima fatal foi um jovem conhecido por Netinho que residia ali mesmo na mesma rua onde fica a casa de show noturna do Carnaúba. “foi um inferno” disse um dos jovens sobreviventes, “ eu corri e deu para ver ainda pessoas correndo e outros sendo baleados na perna, braços, costas, só me lembro de cair no chão e uma multidão passarem por cima de mim. Um adolescente de 17 anos foi assassinado a tiros durante uma festa na madrugada deste domingo (13) na cidade do Conde, litoral sul da Paraíba. Na confusão outras oito pessoas ficaram feridas, uma delas em estado grave, um jovem de 20 anos que era amigo do adolescente e foi atingido por dois disparos. Todos foram levadas para o Hospital de Emergência e Trauma da capital.
O Centro Integrado de Operações Policiais (Ciop) informou que os suspeitos são seis homens que chegaram em três motos. De acordo com informações do delegado do Conde, Fred Magalhães,alguns deles detiveram o segurança e entraram efetuando disparos para o alto. Quando encontraram o adolescente eles o levaram para fora da casa de show e o executaram com um tiro na cabeça.
Cerca de quatro pessoas já foram ouvidas nas investigações, entre elas uma tia do adolescente que é ex-conselheira tutelar e confirmou que ele tinha envolvimento com drogas. O segurança e o dono da casa de show também foram ouvidos mas não conseguiram identificar os suspeitos.
No Hospital de Trauma da capital, quatro das vítimas foram ouvidas por agentes da delegacia de homicídios da capital, que deu suporte ao caso, mas elas também não identificaram os  suspeitos.
O delegado acredita que o crime foi premeditado, que já que havia policiais no local, mas momentos antes do crime, eles foram chamados  para atender um caso em outra casa de show, a dois quilômetros do local. Para Fred Magalhães, a confusão serviu para despistar os
policiais enquanto eles praticavam o crime.
Os feridos são: Alisson Josenaldo, de 16 anos de idade; Jonathas Soares, 16; Wagner Ferreira, 20; Rafael Melo, 20; Severino Ramos, 28; José Sandro, 41; e Rogério Santos, 20 anos.
Ainda de acordo com a Polícia, há informações de que os homens que provocaram o tiroteio são do bairro de Mandacaru, e que a morte de Netinho foi um acerto de conta. Testemunhas disserem que havia uma mulher em uma das motos, e ela teria dito: ”Esse foi o primeiro, falta os outros”.
A Policia já começou as investigações para descobrir os autores dos disparos.
José Moreira Cabral Neto, de 17 anos, conhecido por Netinho.

VEJAS AS FOTOS DE HOJE PELA MANHÃ:










 

J1