Correligionários com chapéus iguais ao que o prefeito Luciano Agra usa principalmente em eventos políticos foi um dos pontos da plenária realizada pelo candidato


Contrario a quem quiser, mas não ao povo”. A frase do pré-candidato à Prefeitura de João Pessoa, Luciano Agra (PSB), resume o que levou o socialista a rever sua decisão de se afastar da disputa eleitoral deste ano e a reunir a multidão que acompanhou a plenária de apoio à sua pré-candidatura, na manha deste sábado (2), no Clube Cabo Branco.
Com discurso forte e emocionado, Luciano Agra assumiu que a retirada de seu nome das eleições foi um erro, pediu desculpas e disse que atendeu a um pedido do povo para retornar à disputa. “Eu errei. Errei porque desisti e atire a primeira pedra quem nunca errou. Mas, agora me sinto no direito e na obrigação de não dá as costas para o povo”, afirmou.
Diante do novo quadro no PSB, que agora conta com duas pré-candidaturas, Agra disse que quem tem de decidir é a população e os filiados da legenda. Ele disse ainda que espera que a disputa interna seja baseada na democracia, na transparência e no respeito as regras partidárias.
“Se prevalecer a democracia nós vamos ganhar. Agora Luciano Agra é pré-candidato a prefeito de João pessoa. Eles despertaram um gigante adormecido. Sou cordial, sou calmo, mas sei ser sou um leão na hora de lutar pela justiça e pelos interesses coletivos”, destacou.
O socialista lembrou que em Janeiro, quando anunciou a sua saída da disputa, a pré-candidatura do PSB estava respaldada com a aliança de 15 partidos. Hoje, esse arco de aliança foi desfeito. “Vamos recuperar a aliança com nossos companheiros de outras legendas. Queremos dialogar com todos os partidos”, frisou.
Partidos - Representantes de oito partidos de Joao Pessoa também estiveram presentes na plenária de pré-candidatura de Luciano Agra (PSB) à reeleição. Além do PSB e seus segmentos sociais intrapartidários, estiveram presentes lideranças do PTB, DEM, PDT, PSD, PTdoB, PPS E PSDB.