Policial estava fardado, com colete à prova de balas e armado Ele chegou vivo ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Carro do PM ficou marcado pelos tiros (Foto: Walter Paparazzo/G1)Carro do PM ficou marcado pelos tiros
Um policial militar foi atingido por tiros e acabou morrendo no hospital na noite desta terça-feira (24) em João Pessoa. José de Arimatéia Andrade era policial do 1º Batalhão de Polícia Militar e atuava na guarda do Presídio do Roger, na capital paraibana, segundo o coronel Lívio Sérgio Delgado, comandante do 5º BPM.
Policial foi levado ao Hospital de Trauma (Foto: Walter Paparazzo/G1) 
Policial foi levado ao Hospital de Trauma
O coronel Lívio explicou que ele tinha saído do trabalho e estava próximo ao Viaduto do Cristo quando dois homens em uma moto chegaram perto do veículo e efetuaram vários disparos. O primeiro tiro atingiu a nuca do policial. Uma perícia ainda deve confirmar a informação de que ele foi atingido por três disparos.

No momento em que foi atacado, o policial estava fardado, com colete à prova de balas e armado, segundo o coronel Lívio. A PM não divulgou nomes de suspeitos ou supostas motivações para o crime.

José de Arimatéria foi socorrido por policiais do Choque para o Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa e ainda chegou lá com vida, mas não resistiu à gravidade dos ferimentos e morreu.

J1 (Foto: Walter Paparazzo/G1)