De acordo com Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena o preso estava sem identificação e por isso o nome não foi revelado

Morreu na madrugada deste sábado (18) um dos apenados que foi ferido durante o confronto ocorrido na sexta-feira (17) no presídio do Roger.
De acordo com Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena morreun nesta madrugada Thiago da Silva Ramalho, 26.
Permanecem internados no Trauma:

 JOSE CARLOS DOS SANTOS NASCIMENTO, 30 anos, estado regular

PACIENTE NAO IDENTIFICADO, aproximadamente, 27 anos, estado grave

LIVOMAR DA COSTA E SILVA , 22  anos, estado regular

EDGLEIDSON DE SANTOS SOUSA, 28 anos, estado regular

CRISTIANO SANTANA DA SILVA, 34 anos, estado regular

 Receberam alta:

JOSINALDO DA SILVA, 36 anos

THIAGO BEZERRA DA SILVA, 20 anos

ROBES HELDE LIRA, 25 anos,

JOSE ALEX BARBOSA COSTA, 32 anos

PEDRO JEFFERSON DA SILVA NASCIMENTO, 24 anos
 Foram encaminhados para o Ortotrauma, em Mangabeira, cinco detentos com ferimentos leves, mas todos já receberam alta. A rebelião deixou um saldo de 15 feridos e um óbito.
De acordo com a nota oficial do Estado, todas as visitas permanecem suspensas por tempo indeterminado.

Após o confronto, Estado vai instaurar sindicância
A Secretaria de Estado de Administração Penitenciária vai instaurar sindicância para apurar o princípio de rebelião no Róger. O gerente executivo do Sistema Penitenciário do Estado, tenente-coronel Arnaldo Sobrinho, disse qeu o motivo da confusão seria rixas entre facções criminosas rivais.
O secretário de Estado da Administração Penitenciária, coronel Washington França, recomendou a elaboração de relatório e determinou a abertura de sindicância para apurar as motivações do episódio, a intervenção realizada, os disparos de arma ocorridos, inclusive os que resultaram em ferimentos, além dos danos causados ao patrimônio público.
 



 
 J1/PortalCorreio