Suspeito disse que é viciado e que só iria fumar 200g e devolver o resto. Delegado disse que inquérito vai ser aberto para apurar a origem da droga.

Delegado acredita no envolvimento das mulheres no tráfico (Foto: Walter Paparazzo/G1)Policiais da Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) de João Pessoa apreenderam 14kg de maconha em tabletes na tarde desta terça-feira (7). A apreenssão aconteceu no bairro Costa e Silva, nas proximidades do restaurante A Gauchinha, e foram presas três pessoas, sendo um homem e duas mulheres. Os três foram encaminhados para a Central de Polícia.egundo o gerente executivo de Polícia Metropolitana, o delegado Wagner Dorta, a polícia recebeu um informe anônimo de que três pessoas estariam com os 14kg da droga em um táxi. Com essa informação, os agentes da DRE se dirigiram ao loca e fizeram a abordagem no táxi. As três pessoas tinham acabado de sair do veículo e entrado em uma casa, onde foi encontrada a maconha. “Um inquérito policial vai ser instaurado a partir do flagrante delito e a gente vai apurar a origem da droga”, expicou Dorta.

Um dos suspeitos, Dickson Evanuel Vieira de Melo, de 23 anos, disse à reportagem do G1 que é viciado e que iria fumar 200g da droga e devolver o resto. Segundo ele, a maconha era de um conhecido, do qual ele não sabe o nome, que pediu para ele guardar a droga e que iria dar os 200g como recompensa. Ele também disse que as duas mulheres que estavam no táxi eram apenas colegas e que não tinham nada a ver com a droga.

  Os 14kg da droga estavam divididos em tabletes (Foto: Walter Paparazzo/G1)
Delegado acredita no envolvimento das mulheres
no tráfico
O delegado Wagner Dorta, no entanto, não acredita na versão do suspeito sobre o envolvimento das suspeitas. “Com certeza essas mulheres estão totalmente envolvidas no tráfico de drogas e infelizmente essa é uma realidade atual. As mulheres estão adentrando ao mundo das drogas, ou seja, os namorados ou os maridos estão sendo presos e elas ficam aqui fora comandando as bocas de fumo”, declarou.