Mais de 45 mil pessoas vão trabalhar e foram disponibilizadas 10.975 urnas. Tecnologia garante agilidade na apuração, diz presidente do TRE.


Comente agora
http://4.bp.blogspot.com/--1zh-T_SMwo/TzGfAxtn5tI/AAAAAAAAAhk/5GuzmXTut3w/s400/partidos-que-pretendem-disputar-eleicoes-2012-tem-dois-dias-para-obter-registro489x346_127aicitonp16b9vkjfpc4bblhvusmnu1f1b12.jpNeste domingo (7), a estimativa da Justiça Eleitoral é de que 2.865.819 eleitores compareçam às urnas para votar na Paraíba. Para isso, foram disponibilizadas pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) 10.975 urnas, entre eletrônicas e biométricas. “Nesse total, estão incluídas as de contingência, urnas que serão utilizadas caso alguma apresente problema”, explicou Patrícia Leite, coordenadora das eleições 2012 do TRE.

A tecnologia é que vai garantir a agilidade da apuração. "Em uma hora, o TRE já vai ter o resultado de boa parte dos eleitos na Paraíba, afirmou o presidente do TRE-PB, Marcos Cavalcanti.
De acordo com informações do TRE-PB, os eleitores paraibanos vão ter à disposição 1.735 locais de votação, distribuídos entre os 223 municípios que compõem o estado. Ao todo, são 77 zonas eleitorais e 9.586 seções.
Ainda de acordo com o TRE-PB, 1.735 instituições entre privadas e públicas foram requisitadas pela Justiça Eleitoral para a instalação das urnas de votação.
Documentos necessários para votar
De acordo com o Tribunal Superior Eleitoral, quem não tiver o título eleitoral, não vai ficar impedido de votar. Para isso, basta apresentar um documento oficial com foto, como RG, carteira de trabalho, carteira nacional de habilitação e passaporte.
Justificativa eleitoral
O TSE lembra que o eleitor que quem estiver fora do domicílio eleitoral no próximo domingo (7) terá que justificar por que não votou por meio do formulário de Requerimento de Justificativa Eleitoral (RJE), que deve ser preenchido e entregue no mesmo dia da votação.
Caso isso não aconteça, de acordo com o TSE, o eleitor deve apresentar, até 60 dias após cada turno da eleição, requerimento, em formato PDF, dirigido ao juiz da zona eleitoral em que é inscrito, pessoalmente ou pelos Correios.
O TSE lembra também que a justificativa é válida apenas para o turno em que o eleitor deixou de votar. Isso significa que se o eleitor deixou de votar no primeiro e no segundo turno, terá que apresentar justificativa para para os dois turnos separadamente, obedecendo os mesmos requisitos e prazos para cada um deles.
O formulário pode ser obtido, sem nenhum custo, segundo o TSE, nos cartórios eleitorais, nos postos de atendimento ao eleitor, no site do TRE-PB e, no dia das eleições, nos locais de votação ou nos locais de justificativa. Para a entrega do formulário, é necessário que o eleitor apresente o título eleitoral ou documento oficial com foto.
Alerta
Caso o Requerimento de Justificativa Eleitoral apresente erros de dados, que não permitam identificar o eleitor, por exemplo, não será aceito como justificativa eleitoral, alerta o TSE.
Locais de Justificativa em João Pessoa
Aeroporto Presidente Castro Pinto
Endereço: Rodovia BR-101 KM 11
Terminal Rodoviário Severino Camelo
Rua Francisco Londres, s/n, bairro do Varadouro
Centro Turístico (PBtur)
Efetivo de pessoal
Vão trabalhar 46.865 pessoas em serviço, sendo 45.447 convocados para trabalhar no dia do processo eleitoral como mesárias, por exemplo, e 343 servidores requisitados para trabalhar na preparação das eleições 2012, 405 contratados, além de 234 magistrados envolvidos com o processo.
   
Para garantir a segurança das eleições na Paraíba, o estado colocou mais de dez mil homens das Polícias Civil e Militar, incluindo os Bombeiros Militares. De acordo com a Secretaria de Comunicação do estado (Secom-PB), os órgãos de Segurança estão à disposição Centros de Comando e Controle pelos quais a Justiça Eleitoral poderá monitorar qualquer irregularidade que prejudique o pleito no estado.
“A Seds, mais uma vez, investe na integração, reunindo, em conjunto com a Justiça Eleitoral, todos os que atuam diretamente na segurança das eleições, de maneira a centralizar as informações e garantir à população respostas em tempo real a qualquer ocorrência registrada no primeiro e segundo turno das Eleições 2012”, afirmou o secretário da Segurança, Cláudio Lima.
Durante o horário de votação, o secretário vai percorrer pessoalmente alguns dos principais colégios eleitorais do estado para averiguar a tranquilidade do pleito, segundo a Secom-PB.
As cidades do interior do estado vão ganhar reforço no efetivo da Polícia Civil. De acordo com informações da Secom-PB, 1.300 agentes, escrivães e delegados da PC vão garantir a tranquilidade do pleito eleitoral no interior da Paraíba. Os policiais foram divididos em 45 equipes, distribuídos entre as dez regionais de Polícia Civil.
“Fizemos um estudo e reforçamos o policiamento nos municípios de maneira que as principais comarcas eleitorais do Estado tenham equipes para o registro dos crimes, garantindo que o pleito decorra de forma tranquila”, explica o assessor de Ações Estratégicas da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), Isaías Gualberto. A 3ª Regional de Polícia Civil, por exemplo, com sede em Guarabira, terá o reforço de 12 equipes distribuídas em 13 municípios.
Envio de tropas federais
De acordo a assessoria de Comunicação do TRE-PB, apenas a cidade de Campina Grande, Agreste paraibano, vão contar com a segurança das tropas federais.
O TRE-PB, entretanto, enfatiza que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) tem até a véspera das eleições para julgar os pedidos de envio de tropas federais para outras cidades do estado. Ainda faltam ser apreciados os pedidos de envio de tropas federais para as cidades de Alhandra e Patos.