Aguinaldo recebe em Brasília prefeitos eleitos da Região Metropolitana de João Pessoa Aguinaldo recebe em Brasília prefeitos eleitos da Região Metropolitana de João Pessoa O ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro (PP-PB) recebeu nesta terça-feira (23) em seu gabinete, em Brasília, quatro prefeitos eleitos da região metropolitana da capital paraibana em audiências distintas. Individualmente, Aguinaldo dialogou com Tatiana Correa (PT do B) do município do Conde, Luceninha (PMDB) de Cabedelo, Reginaldo Pereira (PRP) de Santa Rita e o representante da cidade de Bayeux Expedito Pereira (PSB). A prefeita eleita do Conde Tatiana Correia (PT do B) foi a primeira a ser recebida pelo ministro Aguinaldo Ribeiro. Em seu primeiro contato com o ministro paraibano, a futura gestora buscou informações para elaboração de projetos que possam contemplar seu município nas ações do Ministério em 2013,Tatiana recebeu de Aguinaldo integral apoio, tendo o ministro colocado sua equipe técnica à disposição da prefeita para orientar nos projetos a serem apresentados. Urbanização, saneamento, habitação, entre outros temas puderam ser tratados pelos dois. Aguinaldo Ribeiro recebeu em seguida, José Lucena Filho (Luceninha), do PMDB de Cabedelo. Luceninha mostrou-se determinado a resolver problemas históricos de saneamento e pavimentação em bairros como Intermares, Poço e Camboinha. O prefeito de Cabedelo também demonstrou sua preocupação com moradores da Comunidade Salinas Ribamar, pois pretende contemplar os habitantes daquela localidade no projeto ‘Minha Casa, Minha Vida’. O ponto alto da audiência foi à autorização do ministro Aguinaldo Ribeiro para atender o principal pedido do prefeito Luceninha para a construção da chamada terceira via. Uma rodovia que ligará Cabedelo as BR’S 230 e 101, para atendimento ao fluxo de carga pesada de caminhões que abastecem o Porto de Cabedelo. Esta obra desafogará sensivelmente o fluxo de veículos no trecho que liga Cabedelo a João Pessoa. Na pauta de trabalho, Aguinaldo despachou com o prefeito eleito de Santa Rita Reginaldo Pereira que se mostrou preocupado com o baixíssimo índice de áreas saneadas na cidade que, segundo ele, não chegam a 30% da área urbana. Os dois trataram também da perspectiva de construção de novas moradias para população da cidade, distritos e até das aéreas rurais, dentro do programa nacional de Habitação Rural (PNHR). Reginaldo Pereira recebeu também do ministro uma relação de obras de infra-estrutura liberadas pelo Ministério das Cidades, mas que ainda não foram executadas na cidade. O último prefeito a ser recebido foi Expedito Pereira (PSB) de Bayeux ,que recebeu do ministro Aguinaldo uma boa notícia: é que sua cidade foi uma das poucas da Paraíba a se inscrever em programa de financiamento lançado pelo Governo Federal, o que pode representar a liberação de R$40 mi, para aplicação em infra-estrutura, saneamento e pavimentação no município. Expedito Pereira tratou também de temas como mobilidade urbana e o destino final do lixo da região metropolitana. Os prefeitos eleitos do Conde, Cabedelo, Santa Rita e Bayeux agendaram para o mês de novembro, uma nova rodada de audiências com o ministro das Cidades Aguinaldo Ribeiro.hospedagem de site barato

RETALIAÇÃO - : “Pais de família estão sendo prejudicados”

RETALIAÇÃO - prefeita eleita do Conde denuncia perseguição política contra comerciantes em Jacumã: “Pais de família estão sendo prejudicados”A prefeita eleita no município do Conde, Tatiana Corrêa (PT do B), denunciou nesta quarta-feira (24), durante entrevista a reportagem do PB Agora uma perseguição meramente que está sendo feita contra os pequenos comerciantes do município  por parte da atual gestão municipal. Conforme relato da prefeita eleita, os comerciantes do Distrito de Jacumã, área litorânea do município do Conde, estão sendo impedidos de renovar o alvará de funcionamento de seus estabelecimentos por ‘imposições’ infundadas por parte da administração.

Segundo a prefeita eleita, o prefeito Aloísio Régis pediu para que os alvarás de licenciamentos dos comerciantes fossem renovados, até aí tudo bem, porém os pequenos comerciantes, que são donos de bares e restaurante na cidade, quando procuram a prefeitura para regularizar a situação dos pequenos comércios, encontram dificuldades devido as novas exigências que estão sendo impostas. Essas ‘novas exigências’ estão prejudicando a retirada do novo alvará e provocando o fechamento do pequeno comércio.

“São vários pais de família prejudicados, pois eles tiram dali o seu sustento, é temerário saber que eles podem passar dois meses com estabelecimentos fechados por conta de perseguições política”, lamentou Tatiana Correa, que aproveitou para fazer um apelo ao atual prefeito, pedindo sensibilidade, pois famílias não podem ficar sem prover os seus sustentos.

“Acredito que a motivação é política sim, nós tivemos uma vitoria de aproximadamente 1 mil votos de diferença sobre o candidato do prefeito, mas isso não justifica afetar as famílias, esperamos sensibilidade do prefeito para que o assunto seja resolvido pacificamente e os comerciantes possam trabalhar normalmente”, disse. Tatiana lembra ainda que o período de final de ano se aproxima e até mesmo a cadeia produtiva e o próprio turismo podem ser prejudicados pela falta de sensibilidade da gestão.

O entendimento de que a atitude da gestão é um ato de perseguição se deve também, de acordo com a prefeita eleita, porque o mesmo procedimento não está sendo adotado junto aos grandes comerciantes, que não estão sendo obrigados a cumprir as mesmas exigências das quais os pequenos comerciantes estão sendo que ser submetidos.

“Ele não tem adotado tal medida com os grandes comerciantes da região e como jacumã foi um dos locais em que fui mais bem votada, acredito que ser trate sim de perseguição”, alegou.


Com informações de Henrique Lima PB Agora