Petista foi eleito com 68,13% dos votos válidos.
Cícero Lucena foi derrotado com 115.369 votos.

Luciano Cartaxo esperava o resultado em casa e comemotou junto com a família (Foto: Frederico Martins/G1)Luciano Cartaxo esperou o resultado em casa e comemorou junto com a família
Depois de ser eleito o novo prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PT) recebeu a imprensa em sua casa no início da noite deste domingo (28). Ele agradeceu à militância, ao prefeito Luciano Agra, à presidente Dilma Rousseff e ao ex-presidente Lula. Ele ainda comentou sobre sua trajetória política. “É importante ter uma trajetória política de ética e de coerência”, disse.



O novo prefeito eleito ainda fez suas primeiras considerações sobre a transição do governo. “A transição vai ser feita de forma tranquila, gradual. Vai ser mantido um relacionamento bom e aberto para diálogos com o prefeito Luciano Agra. Após a transição, terei o grande desafio de administrar João Pessoa com investimentos nas quatro principais áreas: saúde, educação, segurança e mobilidade urbana", disse.

Ele acompanhou a apuração em seu apartamento no Bairro dos Estados ao lado da família. Após receber a imprensa em casa, o prefeito eleito seguiu para Comitê na Avenida Epitácio Pessoa, onde vai dar uma nova entrevista e depois segue para a festa da vitória na orla da capital.

O petista foi eleito, em segundo turno, com 68,13% dos votos válidos (246.581 votos). O resultado oficial foi divulgado às 18h20. O candidato Cícero Lucena (PSDB) foi derrotado e obteve 115.369 votos, o que corresponde a 31,87% dos votos válidos.

Com a vitória de Luciano Cartaxo, o PT vai governar pela primeira vez a capital da Paraíba. Na campanha ele contou com o apoio do prefeito Luciano Agra (sem partido) e com participação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que inclusive esteve em um comício em João Pessoa.

Propostas
Dentre as principais propostas do prefeito eleito estão a criação do passe livre para os estudantes da rede municipal no transporte público; a ampliação da política de habitação da cidade com a construção de 13 mil casas; a criação do Banco Cidadão para beneficiar o microcrédito e as micro e pequenas empresas; implantar a coleta de lixo seletiva na cidade; descentralizar a administração municipal a partir da criação de subprefeituras; e cobrir 100% do município com médicos em todos os Postos de Saúde da Família. Luciano Cartaxo foi apoiado por PRB, PPS e PP.