Marcelo Gabriel já tinha sofrido uma tentativa de homicídio, mas conseguiu se livra dos disparos.

Um ex-policial conhecido pelo vulgo de ‘Catota’ foi assassinado a tiros de pistola, no bairro Mario Andreazza, no município de Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa. O homicídio ocorreu na manhã desta segunda-feira (5), na principal rua da comunidade.
 De acordo com o cabo Valmir Braz, da 2ª Cia do 7º BPM, a vítima tinha ido a um estabelecimento comercial comprar alimentos quando saída foi abordado por homens em moto. O garupa efetuou cerca de 10 tiros. Ele trabalhava como vigilante noturno.
 O ex-policial morreu na hora. Segundo informações do cabo Valmir Braz, “a vítima era envolvida com crime. Catota tinha sido expulso há vários anos da corporação por envolvimento com crimes. Ele já cumpriu pena em presídios de João Pessoa por homicídios”.
 Apesar da aglomeração de pessoas e a movimentação na cena do crime, no local impera a lei do silêncio.
 Outro crime
  No conjunto Jardim Imaculada, o ex-presidiário Marcelo Gabriel, 28 anos, foi assassinado a tiros na noite deste domingo (4). Segundo informações da Polícia Militar, a vítima era usuária de drogas.

Um ex-policial conhecido pelo vulgo de ‘Catota’ foi assassinado a tiros de pistola, no bairro Mario Andreazza, no município de Bayeux, na região metropolitana de João Pessoa. O homicídio ocorreu na manhã desta segunda-feira (5), na principal rua da comunidade.
 De acordo com o cabo Valmir Braz, da 2ª Cia do 7º BPM, a vítima tinha ido a um estabelecimento comercial comprar alimentos quando saída foi abordado por homens em moto. O garupa efetuou cerca de 10 tiros. Ele trabalhava como vigilante noturno.
 O ex-policial morreu na hora. Segundo informações do cabo Valmir Braz, “a vítima era envolvida com crime. Catota tinha sido expulso há vários anos da corporação por envolvimento com crimes. Ele já cumpriu pena em presídios de João Pessoa por homicídios”.
 Apesar da aglomeração de pessoas e a movimentação na cena do crime, no local impera a lei do silêncio.
 Outro crime
  No conjunto Jardim Imaculada, o ex-presidiário Marcelo Gabriel, 28 anos, foi assassinado a tiros na noite deste domingo (4). Segundo informações da Polícia Militar, a vítima era usuária de drogas.

 Marcelo Gabriel já tinha sofrido uma tentativa de homicídio, mas conseguiu se livra dos disparos. Como os criminosos não consumaram o crime assassinaram a mãe dele. A vítima cumpriu pena por porte ilegal de arma. O ex-presidiário deixou o presídio há cerca de quinze dias.
Como os criminosos não consumaram o crime assassinaram a mãe dele. A vítima cumpriu pena por porte ilegal de arma. O ex-presidiário deixou o presídio há cerca de quinze dias.VEJA AS FOTOS: