Suspeito de atirar no pai do estudante está foragido, diz polícia Caso foi registrado em escola municipal de Boa Vista, no Agreste paraibano.

O pai de um aluno da Escola Municipal Francisca Leite Vitorino, localizada em Boa Vista, a 170 km de João Pessoa, foi morto por um funcionário da própria escola após uma discussão na tarde desta quarta-feira (28), segundo informações da polícia. O pai do aluno foi baleado no abdômen quando chegava em casa. O motivo do crime teria sido uma briga entre o pai do estudante e o funcionário da escola, que teria agredido fisicamente o aluno de 15 anos na terça-feira (27).

Conforme afirmou o diretor da escola, Francisco de Almeida, à TV Paraíba, o pai do aluno de 15 anos discutiu e trocou agressões com o secretário da escola, de 23 anos, após o estudante ter afirmado que havia sido agredido pelo funcionário. O pai, de 55 anos, que trabalhava como barbeiro, foi até a escola tomar satisfações com o secretário da escola Francisca Leite.

Após discussão os dois trocaram agressões físicas ainda dentro da escola, segundo Francisco de Almeida. A briga foi apartada e o barbeiro voltava para casa quando foi baleado pelo secretário da escola, que segundo informações policiais havia adquirido ilegalmente um revólver há alguns dias.
O barbeiro baleado no abdômen chegou a ser socorrido e levado para um posto de saúde na própria cidade de Boa Vista, mas quando seria transferido para um hospital de Campina Grande, não resistiu ao ferimento e morreu.
O secretário suspeito de ter atirado no barbeiro segue desaparecido. A polícia realiza rondas nas proximidades da cidade em busca do funcionário de 23 anos. De acordo com o diretor da escola, o estudante de 15 anos, filho do barbeiro morto, costumava ser indisciplinado na escola.