Após o impacto as carretas da empresa sousense ficaram desgovernadas e acabaram descendo um abismo e capotando

De acordo com informações um grave acidente ocorreu pela madrugada, por volta das 03h desta terça-feira (27), BR 116, Km 360, nas proximidades da localidade de Três Bodegas, distante 15 Km da cidade de Icó no vizinho estado do Ceará envolvendo três auto carga.

Segundo informações repassadas por populares e  autoridades que estiveram no local, uma carreta Volvo Baú de placa HVM 9063, com inscrição de Tabuleiro do Norte, conduzido pelo acadêmico de direito Luan de Oliveira Maia de 22 anos, que residia em Tabuleiro do Norte, colidiu lateralmente com outras duas carretas carregadas com refrigerantes, pertencentes à empresa sousense Pau Brasil, placas OFE 7650 e NQF 0365, Sousa, conduzida por José Aragão e e uma outra pessoa de pré-nome Cesar.

Após o impacto as carretas da empresa sousense ficaram desgovernadas e acabaram descendo um abismo e capotando, ficando totalmente destroçada. Parte de uma das cargas de refrigerantes se desprendeu do veiculo que seguia para Sousa.

No sinistro, o jovem Luan de Oliveira, ficou preso nas ferragens e não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local. Luan era filho do empresário Antônio Osterne Maia, proprietário de várias carretas. O jovem seguia viagem de São Paulo para sua cidade natal no momento que ocorreu a tragedia.

Devido a sena da tragedia acredita-se que ele tenha cochilado ao volante indo de encontro as carretas que vinham em sentido contrario.

Depois de horas de trabalho e somente na tarde de ontem o corpo do jovem acadêmico foi encontrado na boleia da carreta

Agentes da PRF contaram com o apoio de uma  pá mecânica para localizar o corpo e segundo uma tia da vítima que estava inconsolada no local, Luan fazia o terceiro ano de direito em Mossoró RN e ultimamente tinha trancado a faculdade, ela acrescentou que não do gosto de seu pai que ele fizesse estas viagens.

Após o  corpo ter sido encontrado foi encaminhado para Icó, para ser necropsiado no IML de Iguatu. O inquérito policial com dados oficiais da tragedia ficará a cargo do delegado regional de policia civil Marcos Sandro Nazaré de Lira que desde o acontecimento tomou todas as providencias cabíveis ao caso.

Na BR 116 que foi palco deste sinistro  ficou um verdadeiro rastro de destruição por todos os lados, onde até parte da mecânica da carreta se desprendeu do veículo, muitos curiosos ainda saquearam parte das cargas de ambos os veículos porem com a chegada da policia os mesmos foram impedidos de prosseguirem com tal ato.