Policia prende jornalista que documentou espancamento Policiais pediram que o profissional parasse de gravar imagens.


Durante a tarde desta segunda-feira (19), pelo menos dez prisões foram efetuadas pela Polícia na grande João Pessoa. Entre os casos, quatro menores foram presas por roubar roupas em uma loja no centro e um jornalista foi algemado por desacata a autoridade.
Por volta das 15h da tarde, o jornalista Walter Paparazzi tentava gravar imagens de um senhor ferido na Rua Duque de Caxias, no Centro da cidade. Policiais pediram que o profissional parasse de gravar imagens. Walter, que estava em exercício legal da função, tentou argumentar com os policias, que acabaram partindo para a ação diante da negativa do jornalista. Walter reagiu e sai algemado do local.
Quatro garotas, uma de 16 anos, outra de 15 e duas de 13 foram presas em flagrante na Loja Marisa, no Centro de João Pessoa. Elas foram vistas roubando pelos seguranças da loja que chamaram a Polícia. Quando os policias chegaram, revistaram as bolsas das meninas que estavam cheias de mercadorias.
Uma ex-presidiária foi presa junto com sua irmã e sobrinho ao ser flagrada roubando no Atacadão, localizado na BR 230.
Dois jovens foram presos no Jardim Planalto com 5 mil CDs e DVDs piratas. Ao serem abordados, os dois tentaram subornar os policiais com R$ 200. Não funcionou.