Homem pediu a presença da imprensa para se entregar. Com ele, foram apreendidas drogas e armas, entre elas uma espingarda 12.

Suspeito de matar PM é preso após cerco policial em Campina Grande (Foto: Diego Cantilino)
Depois de algumas horas de negociação, o homem suspeito de ter assassinado um sargento da Polícia Militar se entregou à polícia na tarde desta sexta-feira (23), em Campina Grande. Por volta das 11h30 (horário local), a casa do suspeito foi cercada, no bairro de Bodocongó. A princípio, a polícia acreditava que o suspeito fazia a mulher e dos dois filhos reféns.

Com o homem, que é suspeito de ter praticado mais seis homicídios, foram apreendidas uma espingarda calibre 12 e uma pistola 9 mm, além de drogas e capuzes. No entanto, nenhum refém foi encontrado no local, apenas dois adolescentes e mais um homem que foram detidos como cúmplices e foram encaminhados para a Central de Polícia de Campina Grande.
Segundo a polícia, o suspeito afirmou que só se renderia com a chegada da imprensa ao local para garantir sua segurança. A ação policial permaneceu aguardando até às 13h30 (horário local) antes da chegada dos veículos de comunicação. Ele ainda é suspeito de ser um dos traficantes que comandam o comércio ilegal de drogas na região.
 
O Crime
A Polícia Civil autuou em flagrante oito homens e dois adolescentes suspeitos de participação na morte de um sargento da Polícia Militar de Campina Grande, no domingo (18). O policial militar do 2º Batalhão de Campina Grande foi assassinado em uma troca de tiros com homens que estariam comemorando um homicídio praticado na noite do sábado (17), no bairro de Bodocongó.Segundo o delegado de homicídios Francisco de Assis, todos são integrantes de uma mesma quadrilha, que tem parceria com uma facção do crime organizado no Rio de Janeiro e comanda o tráfico de drogas no bairro do Mutirão e região periférica de Campina Grande.
No local foram apreendidas armas, drogas e capuzes (Foto: Diego Cantilino)
Suspeito de matar PM é preso após cerco policial em Campina Grande (Foto: Diego Cantilino)