As famílias dos jovens desaparecidos afirmam que o Jefferson é o principal suspeito pelo crime

Um homem conhecido como ‘Jerfferson Tatuagem’ foi preso na tarde desta terça-feira (27), portando uma pistola 380 em frente ao presídio feminino Bom Pastor, no bairro de Mangabeira, na Capital. De acordo com a Polícia Militar, o homem é responsável pelo desaparecimento de dois jovens no dia 24 de outubro deste ano, na comunidade Patrícia Tomas, na Capital. 

  Ainda de acordo com serviço de inteligência do 5º BPM, após o desaparecimento de Lindenberg Santana da Silva Santos e Luciano, conhecido por “Popey”, a PM começou a investigar o caso. Um levantamento foi feito e todas as evidências apontam que Jefferson teria participação no sumiço dos rapazes.

“As famílias dos jovens desaparecidos afirmam que o Jefferson é o principal suspeito pelo crime. O sumiço de Berg e Popey pode está relacionado a disputa pelo tráfico de drogas na comunidade”, comentou o tenente coronel Lívio Delgado, comandante do 5º BPM. O policial revelou que o preso já responde por homicídio.

Ele foi preso em frente ao presídio e durante depoimento na 9ª Delegacia Distrital, no mesmo bairro, ele disse que a arma encontrada com ele pertence a sua mãe. Policiais militares fizeram uma inspeção na casa do acusado – no bairro Valentina de Figueiredo - e encontraram um arma e munições de uso exclusivo das forças armadas.