Os outros feridos foram: o policial conhecido como Chico e dois homens identificados por Anselmo e Veinho. Os quatro feridos foram socorridos por populares para o hospital de Trauma.
  
O vigilante Ismael Silveira Rodrigues, 46 anos, foi executado, com cerca de 15 tiros de pistola 380, espingarda 12 e revólver calibre 38, no início da tarde deste sábado (01), no Galegos Bar, que fica localizado na esquina das ruas Orlando Pereira de Brito e Elias Cavalcanti de Albuquerque, no bairro do Cristo Redentor.

No tiroteio, dois policiais civis e dois populares, que estavam na mesma mesa com o vigilante ficaram feridos. Um dos policias, identificado como Antônio de Quinqa, que é motorista do “Rabecão”, sofreu um tiro no rosto e foi socorrido em estado grave para o hospital de Trauma de João Pessoa (PB).

Os outros feridos foram: o policial conhecido como Chico e dois homens identificados por Anselmo e Veinho. Os quatro feridos foram socorridos por populares para o hospital de Trauma.
 
Já o corpo de Ismael, após ser periciado pelo perito Pablo foi levado para o Gemol.

Segundo informações da polícia, Ismael e os quatro amigos bebiam no bar, que estava lotado, e por voltas das 13h00 seis homens chegaram ao local, dois em uma moto e quatro em Corsa Prata de quatro portas.

O carona da moto desceu e três homens saíram do Corsa e se dirigiram para mesa onde Ismael, que era o alvo, estava e passaram a atira de 380, espingarda 12 e revolver 38 contra ele, que sofreu cerca de 15 tiros, sendo vários na cabeça.
 

O local foi isolado pelo cabo França, da Cavalaria. E as investigações estão sendo comandadas pela delegada Maria das Dores.
 
ATENÇÃO: IMAGENS FORTES NA GALERIA