Aeronave realizou pouso forçado no Aeroclube de Campina Grande Ricardo Coutinho não teve ferimentos.


A Polícia Militar está no local impedindo a entrada da imprensa no aeroclube (Foto: Taiguara Rangel/G1)O avião que conduzia o governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), sofreu um acidente no final da manhã desta sexta-feira (25), no distrito de São José da Mata, em Campina Grande. Através de nota, a Secretaria de Comunicação disse que informações preliminares apontam que houve uma falha no trem de pouso, o que obrigou o piloto a fazer um pouso forçado no Aeroclube da cidade.
Ainda de acordo com a Comunicação, quatro pessoas estavam na aeronave. Além de Ricardo Coutinho estavam o secretário-executivo do Programa de Aceleração do Crescimento, Ricardo Barbosa, o ajudante de ordens, capitão Anderson Pessoa e o piloto da aeronave.Ninguém ficou ferido no acidente.
Em entrevista a Rádio Paraíba FM, o governador Ricardo Coutinho falou sobre o susto no momento do pouso. Segundo ele, desde a decolagem já havia sentindo que a aeronave estava voando baixo e sem muita velocidade. "No Aeroclube o avião arremeteu, me parece que não baixou o trem de pouso e se arrastou por cerca de 100 metros, correndo o risco de incendiar ", comentou o governador sobre o momento do pouso forçado.
O secretário Ricardo Barbosa, que também estava no avião, relatou que o impacto foi muito forte. “O avião rodopiou e fui jogado diversas vezes. O avião caiu de ‘barriga’, se o bico bate primeiro ou a asa faz o avião virar, poderia ter acontecido uma explosão. Foi tudo muito rápido”, disse o secretário.
Avião com o governador faz pouso forçado em aeroclube de Campina Grande (Foto: Reprodução/TV Paraíba)
O avião permanecerá no Aeroclube de Campina Grande para ser submetido a uma vistoria e posterior emissão de laudo técnico informando a causa do incidente. Nilson José da Silva, superintendente do Aeroporto João Suassuna, informou que a Aeronáutica foi acionada e realizará perícia no local, mas  o resultado só será divulgado nos próximos 30 dias.
 Ricardo Coutinho disse que percebeu problemas no voo desde que saiu de João Pessoa e quando chegou em Campina Grande o piloto teve problemas para pousar tendo que arremeter uma vez, antes de fazer o pouso forçado. O governador informou que a aeronave se arrastou por mais de 100 metros e rodopiou algumas vezes.
Apesar da gravidade do acidente, o governador garantiu que se manteve calmo durante todo tempo que durou o problema e sua preocupação era que o avião não virasse, o que poderia ocasionar maiores problemas. “Sou muito frio nestas situações, eu consigo manter o controle”, disse ele acrescentando viu muito poeira subindo por conta das rodadas que o avião deu.
O governador revelou ainda que esperou a aeronave parar para sair correndo o mais rápido possível com receio que pudesse haver um incêndio ou até mesmo uma explosão.
Já o secretário Ricardo Barbosa demonstrou um pouco mais de emoção ao falar do assunto e disse que estava chocado. “O piloto arremeteu a primeira vez e nos disse que o vento estava muito forte e por isso decidiu não pousar, na segunda vez o trem de pouso não funcionou e praticamente caímos”, informou.
A Polícia Militar está no aeroclube e impede a entrada da imprensa e até mesmo o repasse de informações.
De acordo com Secom, o governador Ricardo Coutinho viajava de João Pessoa a Campina Grande nesta sexta-feira para participar da inauguração de uma Unidade de Policiamento Solidário (UPS) no bairro do Mutirão. Mesmo após o incidente, o governador cumpre a agenda normalmente.
J1/Informações