Suspeito foi liberado por falta de provas, segundo a polícia.  Desaparecimento de estudante chega ao quarto dia. 

Família de Fernanda Ellen faz protesto (Foto: Walter Paparazzo/G1) O homem detido no fim da tarde da quinta-feira (10) pela Polícia Militar para prestar esclarecimentos sobre o desaparecimento da estudante Fernanda Ellen, de 11 anos, foi ouvido e depois liberado.  Ele  prestou depoimento na sede da Secretaria de Segurança Pública, em João Pessoa.
A polícia chegou à casa do suspeito após fazer vistorias nos alojamentos da igreja onde Fernanda foi vista pela última vez. No local, a polícia apreendeu filmes pornográficos e filmes infantis. A estudante de 11 anos desapareceu na segunda-feira, quando retornava da escola, onde tinha ido receber o boletim, para casa, no bairro do Alto do Mateus.
Segundo a família dela, até a quarta-feira (9) tinham sido recebidos mais de 50 trotes sobre o paradeiro de Fernanda.
Familiares, amigos e vizinhos de Fernanda realizaram na tarde desta quinta-feira uma carreata em protesto aos trotes passados seguidamente dando falsas informações sobre o paradeiro da estudante desaparecida.
De acordo com a tia da garota desaparecida, Maria da Penha Cabral, a família decidiu realizar a manifestação para cobrar uma ajuda verdadeira da população e pedir que os trotes

 J1/assessoria