O crime foi em Novembro de 2008 no Conde litoral sul do estado, e o réu está preso no Roger há quatro anos
A angustia não acaba mais: Adiado mais uma vez o júri popular que estava marcado para ultima segunda-feira do acusado de matar, queimar e enterrar no quintal da casa dele, a vendedora Carla Eugênia.
O réu Josinaldo Soares de 26 anos está preso no Presidio do Roger há quatro anos desde que confessou o crime.
Segundo as investigações a vitima Carla Eugênia, teria indo à casa do acusado fazer cobranças e desapareceu.
11 dias depois a Policia encontrou o corpo da Jovem enterrado queimado e em avançado estado de decomposição no quintal da casa do acusado.
O julgamento do réu já foi adiado varias vezes por problemas com advogados do acusado, e data do novo júri não foi informada.
A família espera por justiça há cinco anos e com uma angustia que parece não ter data para acabar.

veja fotos da epoca do crime 
 





 Reportagem Portal J1