Jovem se apresentou nesta terça-feira (2) na delegacia de Cabedelo Vítima de 14 anos foi encontrada em um maceió na última sexta-feira (29).

  Adolescente foi encontrada morte em maceió na praia de Intermares, em Cabedelo (Foto: Walter Paparazzo/G1)Um adolescente de 15 anos se apresentou nesta terça-feira (2) na 7ª Delegacia Distrital, que fica no município de Cabedelo e confessou ter assassinado a adolescente de 14 anos, que foi encontrada morta em um maceió na praia de Intermares na Região Metropolitana de João Pessoa.
De acordo com o delegado Ademir Fernandes da 7ª DD, o adolescente se apresentou na delegacia acompanhado pela mãe e por advogados e disse que teria sido o responsável pelo assassinato da  adolescente que era sua ex-namorada.
No depoimento dado à Polícia o adolescente disse que os dois tinham morado juntos em uma casa no bairro de Tambaú em João Pessoa, e que estavam separados há aproximadamente um mês, ele disse ainda que os dois combinaram o encontro na praia de Intermares para conversar, sendo ele o primeiro a chegar, e enquanto conversavam na beira da praia, começaram uma discussão que o levou a perder a paciência e esfaquear a menina diversas vezes, deixando o corpo no maceió.
Ainda conforme o delegado Ademir, outras pessoas já foram ouvidas sobre o caso e informaram à Polícia que a menina já tinha engravidado dele e sofrido um aborto após ser agredida fisicamente pelo garoto, e que a última separação deles aconteceu após a jovem assassinada ter sido agredida novamente.
Ademir Fernandes explicou que como não houve prisão em flagrante o adolescente foi ouvido, e após o depoimento ter sido tomado ele foi liberado, mas nesta quarta-feira (3) será levado ao Ministério Público para ser apresentado ao juiz da Infância e da Juventude, que irá decidir as  medidas que serão tomadas em relação ao caso.
Fernandes também adiantou que a mãe do adolescente e os advogados solicitaram que ele seja apresentado ao juiz da Infância e Juventude e que seja apreendido para o Centro Educacional do Adolescente (CEA).
“As investigações sobre o caso irão continuar, a mãe da menina  já foi ouvida e outras pessoas também serão ouvidas sobre o caso, nós precisamos saber de fato quais foram os motivos do crime, se haviam outras pessoas envolvidas, para ter certeza de como tudo aconteceu”, explicou o delegado.
A perícia constatou inicialmente que o corpo apresentava diversas marcas de facadas e ferimentos que indicavam luta corporal, contudo, o delegado informou que o laudo da pericial confirmando a quantidade de facadas ainda não foi concluído.
Entenda o Caso
No início da manhã da sexta-feira (29), o corpo de uma adolescente foi encontrado boiando em um maceió na praia de Intermares, em Cabedelo. O Delegado plantonista de homicídios, Ademir Fernandes explicou que o corpo da vítima foi encontrado por banhistas que passaram pelo local e perceberam. “Os bombeiros foram chamados e retiraram a garota do maceió. Após a perícia inicial, foi descoberto que a vítima apresentava marcas de 32 facadas e ferimentos que indicavam luta corporal”, comentou.