Durante a realização da perícia foi encontrado um revólver calibre 38 dentro do carro de Adriana.

A mulher assassinada na manhã desta terça-feira, 7, no bairro dos Bancários em João Pessoa já foi identificada. Trata-se de Adriana Paula Ferreira da Silva, 28 anos. Ela foi morta a tiros dentro do automóvel Prisma preto de placas MNP-5975-PB.

A polícia acredita que ela tenha sido morta por engano, pois o alvo seria o companheiro dela, Fabiano Silva Nascimento que cumpre pena no regime semi-aberto na Penitenciária de Segurança Média, no bairro de Mangabeira.
 
Ainda de acordo com a PM, a mulher, que residia no bairro de Mandacaru, diariamente esperava o marido na porta do presídio. Fabiano Silva cumpre pena por assalto, mas estava no semiberto por força de uma decisão da Justiça.

Segundo as informações colhidas pela polícia, Adriana teria ido à penitenciária para pegar o companheiro. Fabiano ao deixar o presídio suspeitou uma movimentação estranha e resolveu voltar para dentro do presídio e teria mando a mulher ir embora.
O carro dirigido por Adriana passou a ser seguida e ao parar em um semáforo na principal rua do bairro dos bancários a moto emparelhou com o Prisma, tendo o carona efetuado os disparos na mulher que morreu no local.

Adriana Paula estava grávida e era mãe de dois filhos, um de oito e outro de nove anos. A perícia constatou que a mulher foi atingida por aproximadamente dez disparos.
Durante a realização da perícia foi encontrado um revólver calibre 38 dentro do carro de Adriana.

Durante a perícia, a políci encontrou um revólver calibre 38 no carro que vítima conduzia  (Foto: Walter Paparazzo/G1)


 Mulher morreu dentro do carro
 Trânsito ficou congestionado por conta dos trabalhos da perícia (Foto: Walter Paparazzo/G1)
J1/190pb