Um dos envolvidos na chacina era namorado da vitima de 14 que também foi assassinada
Policiais do Grupo de Apoio Tático Itinerante – GATI e da ROCAM de Goiana, prenderam há mais de um mês, um grupo suspeitos de práticas de crimes de homicídio, tráfico de drogas e assaltos em Goiana e região. Uma informação nova surgiu nesta semana, segundo o delegado de Goiana, Miguel Bruno, há indícios que os irmãos  Joab e MC Franci teriam participação na chacina ocorrida no mês de março, onde cinco pessoas foram executadas dentro de uma casa em Jacumã - Conde.

"A família é conhecida aqui na região, soubemos que Joab e Mc Franci estavam morando com a mãe, que também é foragida em Jacumã. Da família  a única pessoa que está solta é a mãe, pois outro irmão da dupla está preso no Roger por assalto a um carro forte em João Pessoa", declarou o delegado de Goiana.

Os irmãos Joab Silva dos Santos, de 22 anos e Francinildo Santos Silva, de 24 anos, conhecido por “Mc Franci”, são filhos de um dos mais perigosos traficantes de Pernambuco, o Doda que estava detido no presidio do Roger e no dia da prisão dos filhos, foi transferido para Recife. Os irmãos estavam acompanhados de Valter Soares da Silva, de 23 anos, “Valtinho” e Luiz Fernando da Silva, de 19 anos, conhecido por “Nando”, ambos residentes na Comunidade de Bom Jesus.

Segundo a polícia, os acusados foram abordados quando trafegavam em atitude suspeita em um veículo Ford K, de placas JRF-7517. Durante a abordagem a polícia encontrou uma pistola .40 de uso restrito da polícia com numeração raspada e 6 munições intactas, em poder de Joab.

Durante averiguação, foram identificados que contra Joab Silva havia um mandado de prisão por homicídio. Já contra Francinildo Soares, havia um mandado por tráfico de drogas e associação ao tráfico e assalto a banco. De acordo com o delegado o grupo realizava ameaças de morte contra o policiamento e a imprensa do município. 

Nossa redação entrou em contato com o delegado do Conde, Francisco de Assis que investiga a chacina. Dr. Francisco confirmou a suspeita e disse que está esperando alguns laudos técnicos, para ir até Goiana e ouvir os suspeitos. "Os únicos nomes que surgiram nos autos da investigação foram o desses dois irmãos. Ainda não temos a certeza do motivo do crime, mas tudo leva a crer que foi devido ao trafico de drogas", declarou.

__________________________
Saiba Mais sobre os crimes:
 
 
O delegado informou, que testemunhas reconheceram os irmãos através de fotos e indicaram o Joab como namorado da jovem Ivânia de 14 anos, que foi executada na chacina e era filha do dono da casa.

A testemunha disse que um dos irmãos teria dito em público a seguinte frase: "a boyzinha vai morrer", no dia seguinte, aconteceu a chacina e os irmãos sumiram da cidade de Conde.

Outra testemunha informou que viu os irmãos alterados e quebrando tudo na residência.

Dr. Francisco tenta agilizar a conclusão dos laudos para ir o mais rápido possível até Goiana-PE, onde irá ouvir os acusados e esclarecer as informações das testemunhas.

Todos os envolvidos foram encaminhados a Depol de Plantão em Nazaré da Mata e autuados em flagrante delito por formação de quadrilha e porte ilegal de arma. Os jovens ainda não foram encaminhados ao presidio.

A chacina
O crime aconteceu na madrugada do sábado (9 de março) em uma casa na Praia de Jacumã localizada  no município do Conde, no Litoral Sul da Paraíba. Quatro pessoas foram encontradas mortas dentro da residência, sendo três mulheres e um homem. A Polícia Civil informou que as vítimas foram assassinadas com vários tiros.
Uma quinta vítima da chacina foi encontrada morta no domingo (10). De acordo com a polícia, o homem era marido da dona da casa. Ainda segundo o delegado Francisco de Araújo, o rapaz já tinha passagem pela polícia por tráfico de entorpecentes em Pernambuco.
O delegado explicou que uma pessoa ligou para a policia de dentro da residência e não teria sido alvo dos tiros. “Quatro pessoas foram até a casa procurar pelo dono da residência e acabaram sendo rendidos. Um dos quatro acabou sendo morto, mas os outros três sobreviventes entraram em contato com a polícia e fomos até o local imediatamente".
 J1Informações do Portal do Litoral