Mulher confessou que levava chips para o marido vender. Ela foi flagrada no Presídio do Roger, em João Pessoa.


Mulher disse que há três meses levava chips para o esposo dentro do presídio (Foto: Walter Paparazzo/G1)Mulher disse que há três meses levava chips para o esposo dentro do presídio 
 
Uma mulher tentou entrar com chips de celulares dentro de uma bíblia na Penitenciária Flósculo da Nóbrega, o presídio do Roger, em João Pessoa, nesta quarta-feira (2). O diretor do presídio, Lincoln Gomes, explicou que há algum tempo os agentes suspeitavam que a mulher entrava na unidade com chips, mas, apesar das revistas íntimas, nada era encontrado. “Quando demos uma revista mais aprofundada na bíblia conseguimos pegar”, contou o diretor.

A mulher, que se identificou como Luzia, confessou que há três meses levava de três a quatro chips para o presídio a cada visita, a pedido do marido que segundo ela, os vendia por R$ 50.
“Meu esposo pediu para eu trazer. Eu trazia dentro da bíblia bem coladinha. Sou evangélica e vou continuar sendo. Estou arrependida demais. Agora tenho que pagar. Eu não era obrigada a trazer”, relatou ela.
O diretor do presídio explicou ainda que a mulher vai ser apresentada na Central de Polícia, no bairro do Geisel, na capital paraibana.