A população do município de Eirunepé, distante 1.160 Km de Manaus em linha reta, permanece indignada com o bárbaro assassinato ocorrido na noite da última quinta-feira, dia 7, tendo como vítima a dona de casa Cleiciany Guimarães da Costa 23, que estava entrando no seu oitavo mês de gravidez.
Cleiciany foi morta com facadas nas costas, no braço e nos pescoço, o que indica, segundo as polícia, que ela ainda tentou se defender e fugir.

O autor do crime é o companheiro dela, Raimundo Nonato Marques de Souza, 25, conhecido no município pela alcunha de “Pimpolho”, usuário de droga e dono de longa ficha criminal.
Recentemente, após passar um tempo preso por tentativa de homicídio, foi posto em liberdade e no dia seguinte incendiou a casa de sua mãe.
Segundo a polícia, "Pinpolho" matou a companheira porque suspeitava que o filho não era dele.
No sábado passado, "Pimpolho" foi preso após ser flagrado pela policia armado com um punhal dentro de um clube de festas. Saiu da cadeia na segunda-feira.