Prazo para inscrições foi encerrado no dia 23 de março, mas, segundo denúncias, o site continuou permitindo o procedimento até o dia 30

O promotor de justiça Edmilson de Campos Filho confirmou, nesta quarta-feira (6), ao Portal , que o Ministério Público da Paraíba (MPPB) está apurando denúncias de irregularidades no concurso da prefeitura do Conde, na Grande João Pessoa. De acordo com ele, parte das inscrições para o certame pode ser anulada caso seja confirmada a suspeita.
Leia mais Notícias no Portal Correio
Conforme explicou o promotor, a apuração diz respeito à divulgação do período de inscrições para o processo seletivo. O prazo para o procedimento foi encerrado no dia 23 de março, mas, segundo chegou ao conhecimento da justiça, o site da empresa organizadora continuou permitindo a realização de inscrições até o dia 30.
“Enviamos um ofício na sexta-feira passada para a prefeitura do Conde pedindo esclarecimentos sobre essa informação. Se foram mesmo realizadas inscrições entre 23 e 30 de março e não houve publicidade da prorrogação do prazo, seja no site da empresa organizadora, na imprensa ou em Diário Oficial, elas serão consideradas irregulares”, afirmou.
O promotor informou ainda que vai aguardar posicionamento da prefeitura para decidir quais providências serão tomadas. O ofício enviado pelo MPPB não definiu prazo para esse retorno, mas Edmilson de Campos Filho espera que a resposta chegue até o fim da semana.
“A partir desse momento vamos agendar uma audiência para discutir uma solução. Um caminho pode ser anular as inscrições realizadas entre 23 e 30 de março e abrir mais um período de inscrição. Outra alternativa seria manter essas já realizadas e liberar um novo prazo limite para o procedimento. Garantindo, é claro, a ampla divulgação dessas novas datas”, adiantou.
O concurso do Conde oferta 343 vagas para cargos de níveis fundamental, médio e superior. As remunerações variam entre R$ 800 e R$ 2 mil. A previsão é de que as provas sejam aplicadas em 24 de abril.