Uma denuncia chocou os moradores de Conde depois que um programa de Rádio denunciou que os pais do namorado da Prefeita de Conde Tatiana Correa (PTdoB), estariam na folha de pagamento. Segundo a denuncia os funcionários estariam lotado em duas secretarias da Prefeitura de Conde recebendo os proventos mais não prestavam serviços.
O programa de rádio disse ainda que a senhoras Maria Luiza Martins da Silva estaria lotada na Secretaria de Educação com um salário de R$ 2.000,00 Já o esposo dela o Senhor Manoel Martins de Sousa estaria lotado na secretaria de Representação e projetos com um salário de R$ 1.500,00 reais.
Segundo ainda informou o repórter, os nomes das pessoas citadas à cima são os pais Cabo da PM Martins e que ambos moram na cidade de Goiana Zona da Mata Pernambucana.
O repórter do programa chamou o Militar de poderoso, pois lês moram em Goiana e conseguiu dois empregos de alto escalão para seus pais na Prefeitura de Conde.
Ainda segundo apurou o A3PB, existem outras denuncias de compra de carros novos para suposta lavagem de dinheiros.
As denúncias foram protocoladas junto ao ministério publico como crime de peculato e estelionato
SAIBA MAIS:
PECULATO MEDIANTE ERRO DE OUTREM (ou “peculato-estelionato”)
Art. 313 – Apropriar-se de dinheiro ou qualquer utilidade que, no exercício do cargo, recebeu por erro de outrem (a vítima entrega um bem ao agente por estar em erro, não provocado por este – ex.: alguém entrega objeto ao funcionário B quando deveria tê-lo entregue ao funcionário A, e o funcionário B, percebendo o equívoco, fica com o objeto):
Pena – reclusão, de 1 a 4 anos, e multa.
A cidade de Conde vive um dos momentos mais acirrados da sua história política, muito servidores municipais reclamam dos salários  atrasados e também ameaças para quem faz as denuncias. Diariamente denúncias e mais denúncias são enviada ao ministério público sobre vários assuntos relacionado à administração publica municipal, semana passada o Assessor da Prefeitura Vailson Oliveira foi Preso juntamente com uma engenheira acusados de fraudar contra-cheque para aquisição de empréstimos conseguindo.
O assessor ficou 24 horas preso mais foi Souto mediante o pagamento de fiança.